hora da virada

As festas de final de ano se aproximam e eles os vinhos «  Espumantes, Champagnes , Franciacortas, Cavas, Spakling Wines, Proseccos , Sekt , Crèmant … «  produzidos em inúmeros lugares do mundo, são sempre associados a comemorações, a celebrações, a alegria. Mas gostaria de esclarecer inicialmente aos leitores que essas bebidas deliciosas podem ser consumidas em qualquer ocasião da vida cotidiana. A exemplo podem ser servidos em um welcome drink , acompanhando uma refeição completa, à beira da piscina, nos passeios de barcos e nos encontros com os amigos. É muito harmônico com nosso clima brasileiro e sobretudo com o clima Amazônico por ser refrescante, agradável além de serem extremamente elegantes.

A ação de brindar é um costume e prática muito antiga e existem muitas referencias históricas a esse ato em diversos momentos das civilizações. Na Grécia antiga inúmeros brindes eram elevados ao deus do vinho grego, Dionísio. Já os romanos derramavam um pouco do vinho ao chão no momento do brinde com o objetivo de compartilhar a bebida com os seus deuses, sobretudo com Baco, deus do vinho dos romanos. Há narrativas na história que relatam que esse ato também selava o fim de conflitos, pois na época era muito trivial envenenar o inimigo com veneno nas bebidas, então o ato de brindar forte onde se passava a bebida para a outra taça, era uma demonstração de paz, que a bebida não estava envenenada.

Na atualidade é muito comum praticamente em todas as festas, sobretudo no Réveillon, celebrar a passagem de ano abrindo garrafas de espumantes no momento da virada para elevar brindes com a família e amigos. Essa ação tem como simbolismo, o desejo de um Ano Novo cheio de prosperidade, de esperança e otimismo de um ano novo muito melhor.

São inúmeras as cores, as origens e os estilos de espumantes disponíveis no mercado aos consumidores e claro que essas inúmeras variáveis repercutem nos preços desses produtos. Há consumidores que se interessam por cada detalhes de como essas bebidas foram elaboradas, já há outros, onde foram produzidas e para outros qual o processo de vinificação é a informação mais importante.

Independente de que tipo de consumidor você se enquadra, seguem alguns dados importantes sobre essa deliciosa, versátil e fantástica bebida dos deuses, que simbolizam-se e diferenciam-se dos outros vinhos tranquilos pelo desprendimento de anidrido carbônico, as perlages “as bolhinhas “.

Os espumantes se caracterizam por passarem por uma segunda fermentação e podem ser produzidos por diferentes métodos de vinificação. Além disso podem se diferenciar através do tipo de uvas utilizadas, do terroir onde são produzidos e por detalhes enológicos que cada uma região transmite como identidade dos terroirs em seus produtos . Todos os vinhos espumantes são produzidos a partir de um vinho base, geralmente para elaborar grandes espumantes o vinho base necessita ser muito bem selecionado e loteado. 

Principais Métodos de Produção de Vinhos Gaseificados

1. Método Champanoise
Esse método é chamado também de método Clássico ou Tradicional, onde a segunda fermentação acontece dentro da garrafa por meses ou até anos dependendo do produto, o vinho fica em contato com as leveduras, os produtores têm imenso trabalho e são extremamente detalhista em todos os processos envolvidos o que gera um produto com mais sofisticação, com mais tempo de vinificação e que contribui para produção de um vinho muito mais nobre e elegante.

2. Método Charmat
Já o método Charmat que foi inventado pelo enólogo italiano Frederico Martinotti, mas patenteado pelo pelo francês Eugène Charmat em 1907 é caracterizado pela segunda fermentação acontecer em enormes tanques de aço inox , em cubas fechadas ( Autoclaves ) são produzidos em maiores volumes, em larga escala e seus preços costumam ser infinitamente mais baratos devido o custo de produção ser muito menor.

Dicas de Serviço para Servir em Grande Estilo

Após decidir qual o estilo de espumante você irá servir se atente a temperatura ideal, que deve ser entre (6° à 8°C). Quanto a forma de abrir nunca sacuda a garrafa para não desperdiçar nenhuma gota dessa delícia, retire a cápsula que geralmente é metálica e após afrouxe a gaiola, em seguida pressione o seu dedo polegar sobre a rolha e gire a garrafa, tente não fazer barulho ou obter o som bem discreto, é assim que os profissionais abrem os espumantes. Após abrir a garrafa sirva em taças estilo flute com 2/3 de vinho, avalie a perlage se é com bolhas finas e persistentes, isso é sinal de um bom produto. Não pegue no bojo da taça e sim na haste ou base, para não passar a temperatura da sua mão para o produto, fazendo com que ele esquente e comprometa a sua avaliação.

Agora é só elevar suas taças ao alto em grande estilo com grandes ESPUMANTES ao lado das pessoas que você ama, brindar à vida, à saúde, aos novos planos e aos novos projetos e aos novos horizontes.

Um brinde especial à VOCÊ LEITOR que me acompanhou em cada publicação durante este ano. Desejo um excelente ANO NOVO, que seja repleto de muitos momentos felizes, cheios de realizações, que não falte vinho em sua taça e que esse contribua imensamente com a sua saúde!

______________________________________________________________________________

Feliz Ano Novo ! Happy New Year ! Bonne Année !

______________________________________________________________________________

 📩 dayanecasal@bacozon.com

📲 https://www.facebook.com/dayane.casal.3

📲 https://www.instagram.com/dayanecasal

#bacozon #mundodosvinhos #mundodosvinhosbydayanecasal #dayanecasal #culturavinica #culturavinicanaamazonia #espumantes #franciacorta #sparklingwines